Todas as mensagens
Link Evento tiras premios desenho quadrinhos


Blog dos Quadrinhos
Omelete
Universo HQ
Gibizada


MANUAL DO MINOTAURO
Laerte
KAKOFONIA
GRAMPÁ
Rafa Coutinho
Gustavo Duarte
Rafael Albuquerque
Edu Medeiros
Braga
Danilo Beyruth
Níquel Náusea
Guilherme.TV
Samuel Casal
Kitagawa
Rodrigo Rosa
Fabio Cobiaco
Allan Sieber
Vida Besta
Candyland Comics
Quanta Academia de Artes

Histórico

Dois Irmãos ganha troféu HQMIX

É com grande alegria que recebemos a notícia de que nosso Dois Irmãos recebeu o Troféu HQMIX na categoria de Melhor Adaptação para os Quadrinhos.

A cerimônia de entrega do troféu acontecerá no dia 3 de Setembro, às 19 horas, no teatro do Sesc Pompeia.

Parabéns a todos os vencedores. 2015 foi um ano muito especial para o Quadrinho nacional.

A lista completa de premiados você encontra no link.


Escrito por Gabriel Bá às 17h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


SDCC 2016 - Obrigado, Darwyn

dois-irmaos-eventos-7A

Nós publicamos Quadrinhos nos Estados Unidos desde 1999, o primeiro trabalho com editora foi em 2003 e as coisas começaram mesmo a funcionar a partir de 2006, mas nós continuamos morando no Brasil e isso dá um distanciamento do mercado. O lado positivo é não ser influenciado por tendências, estatísticas imediatistas e fofocas. Nós fazemos nosso trabalho isolados, na segurança do nosso estúdio. O lado negativo disso é que nós não temos contato direto com o público e com as lojas. Nós lançamos nosso trabalho ao mar e torcemos para que ele encontre seu público. Todos esses anos, a San Diego Comic Con International sempre foi o momento de fazer o contato com o mercado, com os editores, outros artistas e o público. Frequentando o evento desde 1997, essa viagem serve para recarregar as energias, nos encher de empolgação para mais um ano de produção.

A convenção mudou muito desde que começamos a ir, mas ela ainda é uma experiência única, o melhor retrato do mercado americano de Quadrinhos em todas as esferas, do artista independente com seus primeiros fanzines, às pequenas editoras independentes de quem você nunca ouviu falar, às editoras mais alternativas como Drawn & Quarterly e Fantagraphics, passando por editoras de livros se aventurando nos Quadrinhos como a Pantheon e Scholastic, até as tradicionais editoras como Marvel e DC, Dark Horse e Image, e editoras mais jovens como IDW e BOOM Studios. Além disso, muitos artistas e roteiristas espalhados em mesas, sessões de autógrafos e palestras. Sim, Hollywood ocupou um espaço gigantesco no evento (tanto espaço físico como atenção do público e da mídia), mas se você vai ao evento por causa dos Quadrinhos, você terá a melhor experiência da sua vida.

dois-irmaos-eventos-7B

Desde 2012 nós não temos mais um estande, uma mesa onde ficamos o dia inteiro e vendemos nossos livros. Tínhamos este ano uma sessão de autógrafos por dia e algumas palestras, sendo que o resto do tempo podíamos passear, encontrar velhos amigos e descansar. Sentimos um pouco de falta do contato com o público que ter uma mesa permite, mas foi ótimo poder fazer as coisas com calma e aproveitar nossos dias. Com uma procura gigante e uma lista de espera de 7 anos, acho difícil termos uma mesa na SDCC novamente.

Mas nossas sessões de autógrafos foram ótimas, cheias de novos e velhos leitores, rostos conhecidos, algumas pessoas que freqüentam nossas redes sociais, comentam e gostam dos sinais de fumaça que mandamos durante o ano, à distância. Durante estes momentos de breve interação, pudemos ouvir as reações ao TWO BROTHERS, que lançamos ano passado em Outubro, e também sobre o livro novo livro, HOW TO TALK TO GIRLS AT PARTIES, adaptação de um conto do Neil Gaiman que lançamos agora em Junho. Com dois livros recentes, os leitores tinham muito o que conversar.

Entre festas e jantares, um dos ápices da Comic Con é a entrega dos Eisner Awards na sexta à noite. Chato e longo como qualquer outra premiação, o Eisner é, entretanto, um momento pra parar e celebrar a produção de Quadrinhos, celebrar os autores e as obras. Estamos todos isolados em nossos estúdios, separados por quilômetros de distância, por continentes e oceanos, mas ali estamos todos juntos, toda nossa atenção voltada para a arte. Durante a premiação, você descobre trabalhos que não conhecia, vê com outros olhos revistas que não te chamavam a atenção e conhece um pouco mais de perto artistas que aprecia há anos. No sábado e domingo, você pode percorrer o centro de convenções atrás dos autores e dos trabalhos vencedores. Estarão todos lá, esperando por você.

E uma vez mais, nós estávamos lá.

San Diego Comic-Con 2016: Eisner Awards

San Diego Comic-Con 2016: Eisner Awards

dois-irmaos-eventos-7C

Em 20 anos, conhecemos muita gente no mundo dos Quadrinhos. Vimos ídolos se tornarem amigos e amigos se tornarem profissionais. A SDCC também é uma grande reunião de amigos, uma grande festa.

Esta foi uma das melhores edições da SDCC para nós, por todos os motivos escritos acima, mas por trazer um sentimento ainda maior de reconhecimento do trabalho. Estamos sempre tentando coisas novas, cada projeto que fazemos é diferente do outro e todo ano conhecemos novos artistas e novos trabalhos que nos inspiram e impulsionam a continuar inovando e acreditando que ainda há muito a ser feito em Quadrinhos. Um desses artistas, que nós conhecemos pessoalmente em 2008, foi o Darwyn Cooke. Ele nos mostrou com sua série “Parker” que era possível fazer uma boa adaptação, manter sua voz autoral e surpreender os leitores. Foi esse trabalho que nos fez acreditar que seria possível adaptar o Dois Irmãos. Nesses anos todos, tínhamos seu trabalho como Norte, e espero ter chegado perto do primor que ele nos apresentou.

Na última sexta-feira, no calor do momento e do nervosismo, enquanto agradecia todas as pessoas que nos ajudaram a tornar o Dois Irmãos uma realidade, esqueci do mais óbvio. Sem Darwyn Cooke, nosso livro não existiria. O Eisner que ganhamos é dedicado a ele.

thanks_darwyn

 



Escrito por Gabriel Bá às 17h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 364

 

Quase Nada 364

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 16h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


DOIS IRMÃOS ganha prêmio EISNER!

A alegria de ter uma boa idéia continua a mesma. A alegria de terminar um livro continua a mesma. A alegria de ser indicado a um prêmio continua a mesma. O nervosismo que precede a premiação continua o mesmo. E a emoção de vencer continua inacreditável.

image

 

DOIS IRMÃOS é um projeto especial, uma história incrível que tivemos a chance de apresentar para novos leitores. Foi uma honra trabalhar nesse livro, que merece toda atenção possível e esse prêmio enche nosso coração de felicidade.

 

Untitled

Obrigado a todos que já leram e nos trouxeram até aqui. E se você ainda não leu o livro, procure na sua livraria ou pela internet, e depois de ler vá trás do romance original do Milton. É você que vai sair ganhando.

 

Untitled



Escrito por Gabriel Bá às 21h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Os mais vendidos

Nosso novo Quadrinho, HOW TO TALK TO GIRLS AT PARTIES, adaptação do conto do Neil Gaiman, estreou em 3º lugar na lista de mais vendidos do New York Times.

 



Escrito por Gabriel Bá às 18h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 363

 

Quase Nada 363

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 16h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


TWO BROTHERS indicado ao prêmio HARVEY!

Hoje saíram os indicados ao prêmio Harvey e o TWO BROTHERS, edição americana do DOIS IRMÃOS, foi indicado em duas categorias; "Melhor Álbum Gráfico Original" e "Melhor Edição Americana de Material Estrangeiro"

Você vê a lista completa aqui neste link. Ótimos concorrentes em todas as categorias.

A cerimônia de entrega dos Harvey Awards acontece dia 3 de Setembro, durante a Baltimore Comic-Con.



Escrito por Gabriel Bá às 12h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 362

 

Quase Nada 362

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 12h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O fim de um ciclo.

Ontem à tarde, recebemos um telefonema da Folha. Eu estava desenhando uma página do próximo número do Casanova, o Bá estava terminando os layouts do próximo número do Umbrella Academy. Em algum canto das nossas mentes, já pensando que iríamos viajar para Paraty no final da semana para participar da FLIP, estávamos ambos pensando que precisávamos fazer a tira do final de semana, e sobre o que ela seria desta vez. Ainda dentro das nossas cabeças, num outro canto próximo, já estávamos pensando nas tiras que precisaríamos adiantar em Julho por conta da nossa viagem para San Diego, para participar da Comic Con. Isso foi logo depois da nossa pausa para o café.

E então meu celular tocou.

Mais uma vez, o jornal vai passar por mudanças e, a partir de Julho, não teremos mais um espaço na seção de tiras do jornal. 

É isso. O fim.

Sabíamos que um dia esse dia ia chegar. Não queríamos fazer a tira para sempre, acreditamos na força de projetos que tem um começo e um final, que a vida funciona em ciclos e que um dia este ciclo chegaria ao fim. Desde 2008, ano em que começamos a produzir a tira Quase Nada, desenhamos quatrocentas e seis tiras, e nesses oito anos pudemos colocar no papel as dúvidas, as angústias, os desejos, os sonhos e toda sorte de peculiaridade dessa vida cotidiana que nos rodeia, dessa sociedade cada vez mais global que continua, no seu dia-a-dia, procurando algum referencial de realidade para guiá-la mundo afora. Nem toda tira foi certeira, nem toda tira fez sentido, mas a vida muitas vezes não faz sentido, e nosso alvo, nesse espaço semanal onde não cabe quase nada, sempre foi difícil de acertar.

E agora? O que acontece?

Não consigo deixar de olhar para a última tira que fizemos, tentando enxergar nela algum sentido de resolução. E não consigo deixar de acreditar que, de algum modo, ela nos fala sobre esse tempo que passamos juntos, nós e os leitores – fossem eles os leitores do jornal, os leitores na internet, os leitores deste blog ou os leitores dos nossos livros que acabaram descobrindo nossas tiras (e vice-versa). Não existe certeza e segurança, e depende de nós buscar sempre um caminho melhor. O mundo, realmente, existe para fora das nossas cavernas, está cada vez maior, cada vez mais complicado, e não é sozinhos, mas juntos, que iremos cada vez mais longe.

Obrigado a todos por esses oito anos de conversas semanais. Aprendemos muito.

Vamos em frente.

Explorando sempre.

Quase Nada 406 

 



Escrito por Fabio Moon às 11h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 361

 

Quase Nada 361

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 10h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]