Todas as mensagens
Link Evento tiras premios desenho quadrinhos


Blog dos Quadrinhos
Omelete
Universo HQ
Gibizada


MANUAL DO MINOTAURO
Laerte
KAKOFONIA
GRAMPÁ
Rafa Coutinho
Gustavo Duarte
Rafael Albuquerque
Edu Medeiros
Braga
Danilo Beyruth
Níquel Náusea
Guilherme.TV
Samuel Casal
Kitagawa
Rodrigo Rosa
Fabio Cobiaco
Allan Sieber
Vida Besta
Candyland Comics
Quanta Academia de Artes

Histórico

O fim de um ciclo.

Ontem à tarde, recebemos um telefonema da Folha. Eu estava desenhando uma página do próximo número do Casanova, o Bá estava terminando os layouts do próximo número do Umbrella Academy. Em algum canto das nossas mentes, já pensando que iríamos viajar para Paraty no final da semana para participar da FLIP, estávamos ambos pensando que precisávamos fazer a tira do final de semana, e sobre o que ela seria desta vez. Ainda dentro das nossas cabeças, num outro canto próximo, já estávamos pensando nas tiras que precisaríamos adiantar em Julho por conta da nossa viagem para San Diego, para participar da Comic Con. Isso foi logo depois da nossa pausa para o café.

E então meu celular tocou.

Mais uma vez, o jornal vai passar por mudanças e, a partir de Julho, não teremos mais um espaço na seção de tiras do jornal. 

É isso. O fim.

Sabíamos que um dia esse dia ia chegar. Não queríamos fazer a tira para sempre, acreditamos na força de projetos que tem um começo e um final, que a vida funciona em ciclos e que um dia este ciclo chegaria ao fim. Desde 2008, ano em que começamos a produzir a tira Quase Nada, desenhamos quatrocentas e seis tiras, e nesses oito anos pudemos colocar no papel as dúvidas, as angústias, os desejos, os sonhos e toda sorte de peculiaridade dessa vida cotidiana que nos rodeia, dessa sociedade cada vez mais global que continua, no seu dia-a-dia, procurando algum referencial de realidade para guiá-la mundo afora. Nem toda tira foi certeira, nem toda tira fez sentido, mas a vida muitas vezes não faz sentido, e nosso alvo, nesse espaço semanal onde não cabe quase nada, sempre foi difícil de acertar.

E agora? O que acontece?

Não consigo deixar de olhar para a última tira que fizemos, tentando enxergar nela algum sentido de resolução. E não consigo deixar de acreditar que, de algum modo, ela nos fala sobre esse tempo que passamos juntos, nós e os leitores – fossem eles os leitores do jornal, os leitores na internet, os leitores deste blog ou os leitores dos nossos livros que acabaram descobrindo nossas tiras (e vice-versa). Não existe certeza e segurança, e depende de nós buscar sempre um caminho melhor. O mundo, realmente, existe para fora das nossas cavernas, está cada vez maior, cada vez mais complicado, e não é sozinhos, mas juntos, que iremos cada vez mais longe.

Obrigado a todos por esses oito anos de conversas semanais. Aprendemos muito.

Vamos em frente.

Explorando sempre.

Quase Nada 406 

 



Escrito por Fabio Moon às 11h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 361

 

Quase Nada 361

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 10h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 360

 

Quase Nada 360

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 12h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 
 

Quase Nada 359

 

Quase Nada 359

 



Categoria: tiras
Escrito por Gabriel Bá às 17h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]