Todas as mensagens
Link Evento tiras premios desenho quadrinhos


Blog dos Quadrinhos
Omelete
Universo HQ
Gibizada


MANUAL DO MINOTAURO
Laerte
KAKOFONIA
GRAMPÁ
Rafa Coutinho
Gustavo Duarte
Rafael Albuquerque
Edu Medeiros
Braga
Danilo Beyruth
Níquel Náusea
Guilherme.TV
Samuel Casal
Kitagawa
Rodrigo Rosa
Fabio Cobiaco
Allan Sieber
Vida Besta
Candyland Comics
Quanta Academia de Artes

Histórico

Um quadrinho por dia.

Sempre que nos perguntam sobre alguma dica para quem quer entrar ou melhorar na profissão, uma das que valem para qualquer momento é: você precisa praticar sempre. Se você quer escrever, precisa escrever um pouco todos os dias. Se você quer desenhar, precisa desenhar um pouco todos os dias. Do mesmo modo que o jogador de futebol precisa treinar todos os dias, você também precisa exercitar seus músculos: os da mão, e seu músculo criativo, o cérebro. Esse é o primeiro ponto.

O segundo ponto é que, enquanto estou escrevendo uma história, fico com aquela sensação de que não estou fazendo nada, de que não estou trabalhando, simplesmente porque escrever não é tão físico quanto desenhar. Muito do escrever está no pensar, em montar a frase dentro da cabeça para depois colocar no papel, e essa falta de um rabisco e de um rascunho visível me deixa esse sentimento falso de que estou inerte e inútil durante a maior parte do dia.

Esses dois pontos me motivam a manter cadernos de rascunho por perto, a rabiscar pessoas, cenários, situações ou mesmo movimentos abstratos, o rabiscar por rabiscar, para que eu tenha um registro físico e visível do que eu fiz naquele dia, naquela semana, naquele mês. Também existe o prazer do desenho sem compromisso, sem prazo, sem cliente e sem propósito outro que não o de colocar traços e cores no papel. O desenhar por prazer talvez seja o ponto mais importante de manter o caderno de rascunho (que não precisa nem ser um caderno).

Hoje comecei um exercício narrativo no caderno de rascunhos. A ideia é desenhar um quadrinho por dia e, quadro a quadro, ir montando uma história. 

Vou colocando o passo-a-passo instantâneo no twitter, no facebook e no instagram. Para o blog, quero colocar um making of um pouco mais detalhado, contando um pouco das inspirações por trás de cada quadro. Uma história para cada pedaço da história.

Vamos ver no que que dá.

 



Escrito por Fabio Moon às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Paco

O Bá tem um cachorro que se chama Paco. Para não ficar sozinho em casa durante o dia, ele vem junto com o Bá para o estúdio durante a semana, e divide com as histórias e os desenhos a nossa atenção diária.



Escrito por Fabio Moon às 16h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]